Bíblia On-line Grátis

Tito
Capítulo 1
  • 1PAULO, servo de Deus, e apstolo de Jesus Cristo, segundo a f dos eleitos de Deus, e o conhecimento da verdade, que segundo a piedade,
  • 2Em esperana da vida eterna, a qual Deus, que no pode mentir, prometeu antes dos tempos dos sculos;
  • 3Mas a seu tempo manifestou a sua palavra pela pregao que me foi confiada segundo o mandamento de Deus, nosso Salvador;
  • 4A Tito, meu verdadeiro filho, segundo a f comum: Graa, misericrdia, e paz da parte de Deus Pai, e da do Senhor Jesus Cristo, nosso Salvador.
  • 5Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbteros, como j te mandei:
  • 6Aquele que for irrepreensvel, marido de uma mulher, que tenha filhos fiis, que no possam ser acusados de dissoluo nem so desobedientes.
  • 7Porque convm que o bispo seja irrepreensvel, como despenseiro da casa de Deus, no soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobioso de torpe ganncia;
  • 8Mas dado hospitalidade, amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante;
  • 9Retendo firme a fiel palavra, que conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a s doutrina, como para convencer os contradizentes.
  • 10Porque h muitos desordenados, faladores, vos e enganadores, principalmente os da circunciso,
  • 11Aos quais convm tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que no convm, por torpe ganncia.
  • 12Um deles, seu prprio profeta, disse: Os cretenses so sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiosos.
  • 13Este testemunho verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sos na f.
  • 14No dando ouvidos s fbulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade.
  • 15Todas as coisas so puras para os puros, mas nada puro para os contaminados e infiis; antes o seu entendimento e conscincia esto contaminados.
  • 16Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abominveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra.
Capítulo 1