Bíblia On-line Grátis

Isaas
  • 1VISO de Isaas, filho de Ams, que ele teve a respeito de Jud e Jerusalm, nos dias de Uzias, Joto, Acaz, e Ezequias, reis de Jud.
  • 2Ouvi, cus, e d ouvidos, tu, terra; porque o SENHOR tem falado: Criei filhos, e engrandeci-os; mas eles se rebelaram contra mim.
  • 3O boi conhece o seu possuidor, e o jumento a manjedoura do seu dono; mas Israel no tem conhecimento, o meu povo no entende.
  • 4Ai, nao pecadora, povo carregado de iniqidade, descendncia de malfeitores, filhos corruptores; deixaram ao SENHOR, blasfemaram o Santo de Israel, voltaram para trs.
  • 5Por que sereis ainda castigados, se mais vos rebelareis? Toda a cabea est enferma e todo o corao fraco.
  • 6Desde a planta do p at a cabea no h nele coisa s, seno feridas, e inchaos, e chagas podres no espremidas, nem ligadas, nem amolecidas com leo.
  • 7A vossa terra est assolada, as vossas cidades esto abrasadas pelo fogo; a vossa terra os estranhos a devoram em vossa presena; e est como devastada, numa subverso de estranhos.
  • 8E a filha de Sio deixada como a cabana na vinha, como a choupana no pepinal, como uma cidade sitiada.
  • 9Se o SENHOR dos Exrcitos no nos tivesse deixado algum remanescente, j como Sodoma seramos, e semelhantes a Gomorra.
  • 10Ouvi a palavra do SENHOR, vs poderosos de Sodoma; dai ouvidos lei do nosso Deus, povo de Gomorra.
  • 11De que me serve a mim a multido de vossos sacrifcios, diz o SENHOR? J estou farto dos holocaustos de carneiros, e da gordura de animais cevados; nem me agrado de sangue de bezerros, nem de cordeiros, nem de bodes.
  • 12Quando vindes para comparecer perante mim, quem requereu isto de vossas mos, que visseis a pisar os meus trios?
  • 13No continueis a trazer ofertas vs; o incenso para mim abominao, e as luas novas, e os sbados, e a convocao das assemblias; no posso suportar iniqidade, nem mesmo a reunio solene.
  • 14As vossas luas novas, e as vossas solenidades, a minha alma as odeia; j me so pesadas; j estou cansado de as sofrer.
  • 15Por isso, quando estendeis as vossas mos, escondo de vs os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas oraes, no as ouvirei, porque as vossas mos esto cheias de sangue.
  • 16Lavai-vos, purificai-vos, tirai a maldade de vossos atos de diante dos meus olhos; cessai de fazer mal.
  • 17Aprendei a fazer bem; procurai o que justo; ajudai o oprimido; fazei justia ao rfo; tratai da causa das vivas.
  • 18Vinde ento, e argi-me, diz o SENHOR: ainda que os vossos pecados sejam como a escarlata, eles se tornaro brancos como a neve; ainda que sejam vermelhos como o carmesim, se tornaro como a branca l.
  • 19Se quiserdes, e obedecerdes, comereis o bem desta terra.
  • 20Mas se recusardes, e fordes rebeldes, sereis devorados espada; porque a boca do SENHOR o disse.
  • 21Como se fez prostituta a cidade fiel! Ela que estava cheia de retido! A justia habitava nela, mas agora homicidas.
  • 22A tua prata tornou-se em escrias, o teu vinho se misturou com gua.
  • 23Os teus prncipes so rebeldes, e companheiros de ladres; cada um deles ama as peitas, e anda atrs das recompensas; no fazem justia ao rfo, e no chega perante eles a causa da viva.
  • 24Portanto diz o Senhor, o SENHOR dos Exrcitos, o Forte de Israel: Ah! tomarei satisfaes dos meus adversrios, e vingar-me-ei dos meus inimigos.
  • 25E voltarei contra ti a minha mo, e purificarei inteiramente as tuas escrias; e tirar-te-ei toda a impureza.
  • 26E te restituirei os teus juzes, como foram dantes; e os teus conselheiros, como antigamente; e ento te chamaro cidade de justia, cidade fiel.
  • 27Sio ser remida com juzo, e os que voltam para ela com justia.
  • 28Mas os transgressores e os pecadores sero juntamente destrudos; e os que deixarem o SENHOR sero consumidos.
  • 29Porque vos envergonhareis pelos carvalhos que cobiastes, e sereis confundidos pelos jardins que escolhestes.
  • 30Porque sereis como o carvalho, ao qual caem as folhas, e como o jardim que no tem gua.
  • 31E o forte se tornar em estopa, e a sua obra em fasca; e ambos ardero juntamente, e no haver quem os apague.